Captura Híbrida

Esta técnica detecta uma sequência viral em meio a até dez células.

Captura Híbrida

Esta técnica detecta uma sequência viral em meio a até dez células, podendo ser utilizada para identificar a presença de um vírus na lesão, ou, caso a lesão já tenha sido extirpada, verificar se persistem vírus na mucosa.


O Método    

O sistema de captura híbrida é um teste que usa como sonda (ou explorador) sequências de RNA que são hibridizáveis com alvos DNA provenientes da desnaturação (separação das duas cadeias) do DNA viral. Todo o genoma do vírus é alvo rotineiro de escolha, e exploradores RNA de cadeia única são utilizados para hibridizar eficazmente todos os 8.000 nucleotídeos do genoma HPV-DNA. A sensibilidade do teste deriva de vários fatores. Os híbridos RNA-DNA são mais estáveis do que os híbridos DNA-DNA, e o uso de exploradores RNA de cadeia única evita reações colaterais indesejáveis, como reanelamento.